Fertilidade masculina e estilo de vida do homem

Quando se fala em infertilidade, logo nos vem à mente, mulheres que não conseguem engravidar. No entanto esse é um crasso engano cometido por muitas pessoas pelo simples fato de não haver em nossa cultura o pensamento de que a fertilidade masculina,  posse ser afetada por uma série de fatores.

No artigo de hoje, vou mostrar como o estilo de vida do homem pode impactar de maneira direta em sua fertilidade. Esse texto foi redigido para você, homem, que ainda não tem filhos, mas que deseja ser pai. Confira.

Estilo de vida desregrado e os impactos na fertilidade masculina

Embora não seja uma regra, sabemos que as mulheres possuem mais preocupação com a saúde do que os homens. É algo natural e cultural, embora seja crescente a procura masculina por um estilo de vida mais saudável e controlado.

O que pouca gente imagina é que simples ações no dia a dia do homem, trazem consigo impactos negativos à fertilidade masculina. Dentre essas ações podemos citar:

  • Estresse;
  • Má alimentação;
  • Consumo de álcool;
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo.

Vou falar sobre como cada uma dessas ações impacta na fertilidade masculina.

Estresse

O estresse possui impactos extremamente negativos sobre a fertilidade masculina. Isso ocorre, pelo fato de quando um homem estar estressado, haver altas concentrações de adrenalina e cortisol circulantes na corrente sanguínea, o que pode contribuir diretamente para uma falta de equilíbrio hormonal no organismo, contribuindo para infertilidade.

Má alimentação

Esse é outro fator que impacta diretamente na saúde reprodutiva do homem. A ingestão de grandes doses de açúcar ou gordura de má qualidade – ingredientes encontrados principalmente em alimentos industrializados colaboram para acúmulo de gordura corporal.

O excesso de gordura corporal, afeta o funcionamento de uma série de hormônios no organismo masculino, afetando diretamente a produção e a saúde de espermatozoides, facilitando infertilidade momentânea ou duradoura.

Consumo de álcool

O consumo de álcool é outro fator que deve ser levado em consideração pelo homem que deseja ser pai a médio prazo. O álcool sobrecarrega o organismo como um todo, afetando o funcionamento de uma série de sistemas corporais. Além disso, por afetar principalmente o cérebro, beber em demasia, está relacionado com disfunção erétil.

Tabagismo

Outro componente que ainda se faz presente na vida de muitos homens é o cigarro. As substâncias presentes em cigarros, afetam diretamente a produção e a saúde de espermatozoides. Além disso, é mais do que sabido que a nicotina obstrui vasos sanguíneos. A união dos efeitos do tabaco, afeta desde a fertilidade até à libido de um homem, ocasionando assim, uma série de transtornos físicos e psicológicos.

Sedentarismo

E por fim, podemos citar aqui também o impacto do sedentarismo na fertilidade masculina. Homens que não praticam atividades físicas, normalmente possuem elevada quantidade de gordura corporal, além de problemas circulatórios, pelo simples fato de não se movimentarem.

A união de fatores como acúmulo de gordura corporal e problemas circulatório, podem causar alterações hormonais, e dificuldades de ereção, impactando de forma direta e negativa na fertilidade masculina.

Clínico geral pode identificar problemas de fertilidade

Se você e sua mulher estão tentando ter um filho e não conseguem, uma alternativa é buscar auxílio de seu clínico geral de confiança.

Como se sabe, o clínico geral é um médico especialista em condições generalistas do organismo e após levar em consideração a sintomatologia de seus pacientes, assim como o estilo de vida de cada um ele pode solicitar exames laboratoriais específicos com a finalidade de fazer um diagnóstico preciso e adequado.

Com um diagnóstico fechado de infertilidade hormonal, por exemplo, o clínico geral, pode então, encaminhar seu paciente, para um endocrinologista de confiança para dar continuidade no tratamento.

Manter bons hábitos é importante para o Homem

Não é necessário que impactos negativos na fertilidade apareçam para que o homem tenha mais autocuidado.

Cuidar da mente  é uma ótima forma de controlar o estresse. Praticar uma alimentação saudável diminui de modo automático o consumo de alimentos lesivos à saúde, assim como o consumo de álcool e ao praticar uma atividade física, tabagismo e sedentarismo, são aos poucos, deixados de lado.

Mudar é importante, mas se faz mais necessário a direção do que a velocidade. A você, homem que está lendo esse artigo eu desejo uma mudança gradual de hábitos, para manutenção de sua fertilidade.

Agora que você já sabe tudo sobre fertilidade masculina, que tal dividir as informações aqui adquiridas? Para isso, basta apenas compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais.

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *