Alimentos para turbinar a saúde cerebral – parte I

É com grande alegria que venho notando o crescimento da preocupação das pessoas não só na questão de saúde física, mas também do ponto de vista de saúde mental. A procura por saúde cerebral, é de grande importância, pois possui um impacto direto na rotina de toda e qualquer pessoa. Foi pensando nessa questão que resolvi criar esse conteúdo, que na verdade será dividido em duas partes, falando sobre os principais alimentos capazes de turbinar nosso cérebro.

Se você busca saúde cerebral e potência mental, não deixe de ler.

O que é saúde cerebral afinal?

Saúde cerebral, ou então saúde cognitiva, nada mais é do que manter o cérebro funcionando de forma adequada, mesmo durante um processo de envelhecimento. Uma revista científica, apontou recentemente que nosso cérebro começa a envelhecer muito antes do que se imaginava, aos 27 anos, cedo não acha? E é exatamente por esse motivo, que devemos dar a atenção devida a esse importante órgão.

Alimentação e cérebro

A alimentação é uma das formas eficientes de contribuir para manutenção ou então recuperação da saúde cerebral, uma vez que alimentos são as principais fontes de nutrientes existentes hoje no mundo.

Ao ler isso, você pode dizer: Ok Dr. Wadis, mas quais alimentos eu tenho que comer para tornar meu cérebro saudável?

Na verdade existe uma lista imensa de alimentos capazes de promover saúde cerebral, separei alguns deles para mostrar nessa primeira parte do conteúdo.

Frutas vermelhas

Frutas vermelhas como o mirtilo, amora, jabuticaba, açaí (natural), uva, morango são ótimas opções de alimento para o cérebro. Elas são ricas em vitaminas do complexo B, além de possuírem ótimos níveis de antocianina, substância fitoquímica que confere a coloração avermelhada (ou roxa) capaz de prevenir e minimizar danos oxidativos no cérebro.

Salmão e outros peixes

Outro alimento capaz de prover saúde cerebral é o salmão. Esse delicioso e saudável peixe de águas profundas é rico em gordura do tipo ômega 3, que possuem ação anti-inflamatória generalizada, agindo principalmente no sistema nervoso central.

Além do salmão, o arenque e a sardinha também são boas opções de peixes que também são ricos em ômega 3. Incluir esses alimentos na rotina alimentar potencializa função cognitiva, aumenta os níveis de atenção e afasta o risco de demência

Sementes oleaginosas

Aqui temos mais um exemplo de alimentos ricos em gorduras de qualidade, além da presença de vitamina E.

Sementes como castanhas (de caju, do Pará,) nozes, chia, avelãs, amêndoas, girassol, amendoim, linhaça são ótimas opções alimentares para o funcionamento cerebral. A vitamina E é responsável por incríveis melhorias cognitivas, além de sua ação antioxidante do sistema nervoso. Incluir sementes oleaginosas nos lanches intermediários, é uma ótima forma de manter o cérebro saudável.

Abacate

Aqui temos outro exemplo de alimento rico em gordura boa que contribui para saúde cerebral. A presença de gordura monoinsaturada presente nessa fruta, contribui para um fluxo sanguíneo saudável, o que significa maior oxigenação cerebral e melhor funcionamento do órgão.

Por conta de sua alta demanda calórica, o recomendado é que pequenas porções de abacate sejam consumidas ao longo do dia, podendo ser incluídas em lanches intermediários ou como acompanhamento nas principais refeições.

Verduras verde-escuras

Verduras de coloração verde escura também são ótimas opções alimentares para a saúde e funcionamento do cérebro. Elas colaboram para a saúde cerebral por serem ricas em vitaminas K.

Como se sabe, a vitamina K é responsável por trazer melhorias à função cognitiva, além de turbinar a capacidade cerebral, evitando assim, o envelhecimento precoce desse importante órgão.

Tomate

Embora seja chamado de legume, o tomate na verdade é uma fruta, rica em licopeno – substância responsável pela promoção de sua coloração. O licopeno atua como um protetor de células nervosas, como é o caso dos neurônios, por exemplo.

Consumir tomate regularmente, potencializa a ocorrência de sinapses, o que impede o surgimento e o agravamento de doenças como Alzheimer, Parkinson e demência.

Uma dica importante de consumo do licopeno presente no tomate: Ele é melhor absorvido na presença de gorduras boas. Então, comer essa fruta na presença de sementes oleaginosas, peixes ou azeite de qualidade, além de ser delicioso, potencializa saúde cerebral.

Depois de falar um pouco sobre alimentos e saúde do cérebro, finalizo a primeira parte de nosso artigo e já te convido para ler a segunda parte, onde falarei sobre mais alguns alimentos, e mostrarei a quem você deve recorrer para manter ou recuperar sua saúde cerebral. Um grande abraço e até lá.

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *