Consumo ou não de proteína na atividade física

Embora ainda haja muita gente sedentária, é grande o número de pessoas que vem buscando um estilo de vida mais saudável, passando a se alimentar de maneira mais qualitativa e também praticando atividades físicas. No entanto, é muito comum o surgimento de dúvidas na hora de se alimentar pensando em exercícios físicos e um nutriente em específico causa uma série de questionamentos: A proteína.

A proteína tem sido cada vez mais associada a ganho de músculos e também manutenção de performance nos mais variados desportos, mas será que ela é realmente necessária na prática de atividade física? A resposta para esse questionamento, está logo adiante.

Conceito de proteína

A proteína é uma substância composta por um conjunto de aminoácidos que estão interligados através de ligações químicas. Esses aminoácidos (que quando unidos dão origem à essa substância) são moléculas formadas por carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.

A proteína faz parte do grupo de macronutrientes, que engloba também os carboidratos e as gorduras.

Por serem essenciais para o funcionamento do organismo, os macronutrientes também são chamados entre os profissionais da saúde de nutrientes energéticos.

Principais fontes de proteína

Proteínas geralmente são obtidas através do consumo de alimentos de origem animal, como carnes vermelhas, carnes de aves, carnes de porco, peixes ovos, além de alimentos de origem láctea, como leites, iogurtes e queijos.

Além disso, existem boas fontes de proteínas vegetais que também podem ser consumidas, sendo as melhores o feijão, a lentilha, o grão de bico, a ervilha e algumas algas como a Spirulina e a Chlorella.

Há também quem opte por ingerir proteínas através de suplementos alimentares, o famoso whey protein.

Funções da proteína no organismo

Existem diferentes tipos de proteínas, e elas exercem funções específicas no organismo humano, sendo a principal delas promover sustentação e renovação dos mais variados tecidos corporais, por isso ela é famosa entre praticantes de atividades físicas – principalmente de quem faz musculação.

Além dessa importante função, proteínas também são responsáveis por:

    • Ações enzimáticas;
    • Contração e relaxamento muscular;
    • Produção e secreção de hormônios;
    • Processo de coagulação;
  • Transporte de oxigênio.

Proteína nas atividades físicas, consumir ou não consumir?

Chegamos então à grande dúvida sobre proteínas e atividades físicas: Consumir ou não consumir?

Alguns estudos relatam que o consumo de proteína tanto antes, quanto depois da atividade física possuem efeitos semelhantes, entretanto, é preciso analisar a reação de cada organismo de maneira individual, uma vez que quando falamos de nutrição, estamos falando de uma ciência inexata, o que funciona para um, pode não funcionar para o outro.  Vamos analisar então, a fisiologia digestiva da proteína.

Quando se prática uma atividade física, o organismo precisa de energia, e os melhores nutrientes para ofertar energia são: Carboidrato, conhecido como nutriente energético e gordura, conhecida como nutriente energético extra devido a sua alta atividade calórica.

O processo de digestão de carboidratos se inicia diretamente na boca, e ocorre de maneira rápida, sendo assim, considerado uma fonte de energia rápida. Já o processo de gordura ocorre de modo mais lento, precisando chegar ao estômago e passar pelo intestino para que posteriormente possa ser absorvida, é uma fonte de energia interessante, mas de absorção mais lenta.

Por fim, temos o processo de digestão da proteína, nutriente conhecido como construtor ou reconstrutor, que leva grande período para acontecer.

Então quando consumir a proteína?

Após toda a explicação anterior, é possível chegar à conclusão de que a proteína pode sim ser consumida aliada aos mais diferentes tipos de atividade física, mas após a realização da atividade.

Durante as atividades físicas, fibras musculares são lesionadas e precisam ser restauradas e nenhum nutriente é mais adequado para essa tarefa do que a proteína.

Ingerir a proteína antes de um exercício físico pode causar desconforto gástrico, devido ao lento processo de digestão desse tipo de nutriente.

Para obter resultados satisfatórios, seja para ganho de massa muscular ou simplesmente manutenção tecidual, a dose recomendada de proteína fica em torno de 20 gramas, logo após o término da atividade.

Durante o dia, todos devemos ingerir de 0,8 a 1,1 gramas de proteína por quilo de peso corporal, como forma de manter o organismo funcionando de maneira adequada.

Se você ainda possui algum tipo de questionamento sobre o consumo de proteína basta deixar um comentário que responderei o mais rápido possível.

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *