Medicamentos tradicionais x Homeopatia

Muitas pessoas ao se depararem com alguma doença, seja em si próprias, em filhos, cônjuges ou parentes próximos pensam em uma forma de trazer bem-estar e saúde. O que pouca gente sabe é que a homeopatia vem crescendo bastante com a intenção de tratar determinadas patologias e já faz frente ao uso de medicamentos tradicionais – chamados de alopatia.

No artigo de hoje, trago para vocês as principais diferenças entre os medicamentos tradicionais e a homeopatia, além das vantagens de se escolher uma opção mais natural para se tratar de diferentes tipos de patologia.

Alopatia, o que é

A alopatia é o conhecido sistema de medicamento utilizado na medicina tradicional. O princípio básico dessa metodologia, é combater os mais variados tipos de doença com o uso de fármacos que produzam efeitos maléficos a elas.

Por conta disso, a maior parte dos medicamentos são amplamente conhecido como anti. Pode ser um antibiótico, anti-inflamatório, antialérgico, antiácido, antiviral e antifúngico.

As drogas alopáticas são produzidas com diferentes tipos de matérias-primas, podendo estas, terem origem vegetal, animal, mineral ou até mesmo sintética. A principal característica da alopatia é exercer efeitos perante a doença.

Homeopatia e seus conceitos de funcionalidade

O conceito de funcionalidade da homeopatia, é justamente o oposto ao dos medicamentos tradicionais. Ao invés de combater diretamente as doenças e seus sintomas com o uso de drogas específicas, essa técnica medicinal se baseia em uma cura pelo semelhante.

Falando a grosso modo, medicamentos homeopáticos possuem em suas composições, substâncias que causam sintomas semelhantes aos produzidos pelas doenças, mas em doses extremamente baixas. Com esse princípio a homeopatia estimula o organismo a encontrar um ponto de equilíbrio.

Ao analisarmos a homeopatia, podemos dizer que ela age da mesma maneira que as vacinas. Apresenta-se um agente infeccioso ao organismo, isso o estimula a produzir defesas para combater e consequentemente erradicar os mais variados tipos de patologias.

Falando de maneira resumida e direta: A homeopatia busca fazer com que o organismo trabalhe de maneira otimizada, mas sem interferir na sua fisiologia, como é o caso da alopatia. Os efeitos da homeopatia são tão benéficos que esse tipo de medicina é oferecido gratuitamente pelo SUS – Sistema Único de Saúde.

Vantagens da homeopatia em frente aos medicamentos tradicionais

A homeopatia possui uma série de vantagens quando comparada à alopatia. Embora a lista seja extensa, a seguir, é possível observar os principais pontos benéficos de se usar esse tipo de medicina:

  • Extingue a possibilidade de intoxicação medicamentosa;
  • Estimula o funcionamento do organismo;
  • Leva em consideração os aspectos particulares de cada pessoa e não os da doença;
  • Tratamento individualizado;
  • Mais possibilidades de tratamento para diferentes doenças;
  • Pode evitar a necessidade de algumas cirurgias;
  • Reduz predisposição ao surgimento de novas patologias;
  • Resolve problemas de saúde que a alopatia não consegue curar;
  • Proporciona cura de maneira mais suave e duradoura;
  • Promove e mantém saúde.

Uso da homeopatia pode ser vantajosa em algumas patologias

Médicos tradicionais não são muito adeptos da homeopatia. No entanto, existem relatos de caso que mostram que a medicina mais natural é mais eficaz do que a medicina tradicional, em alguns problemas específicos de saúde.

Patologias de origens respiratórias e alérgicas apresentam maiores índices de remissão com o uso da homeopatia do que com a alopatia. Isso provavelmente, se deve ao fato, da homeopatia ofertar aos organismos doentes, melhores condições de combate, algo que a alopatia não é capaz de oferecer.

Um estudo recente mostrou que brasileiros vêm buscando a homeopatia para tratar os mais diferentes tipos de patologias que não apresentaram remissão com o uso de alopatia. Dentre as queixas mais comuns para buscar a homeopatia estavam sintomas gerais e inespecíficos, problemas respiratórios, dores ósseas e musculares, além de doenças de pele.

De acordo com essa pesquisa, os pacientes foram buscar na homeopatia a cura para as enfermidades relatadas que não encontraram com a alopatia. A conclusão do estudo em questão, demonstrou que os pacientes se mostraram satisfeitos com os resultados obtidos através do tratamento homeopático.

A homeopatia funciona e deve ser utilizada sempre que possível. Em alguns casos, o que não é demérito nenhum, técnicas homeopáticas podem ser utilizadas como coadjuvantes de tratamento alopáticos, com a finalidade de reduzir efeitos colaterais e auxiliar na manutenção e restauração de saúde dos pacientes.

Agora que você já sabe a diferença entre os medicamentos tradicionais e homeopatia, que tal compartilhar esse artigo? Dessa forma, você espalha conhecimento e auxilia um grande número de pessoas a buscar saúde da forma mais natural possível.

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *