As principais dúvidas na hora de tomar remédio

Embora possa parecer simples em um primeiro momento, em determinadas situações tomar remédio pode se tornar um verdadeiro problema. Muitos pacientes me mandam mensagens após consultas com uma série de dúvidas e questionamentos na hora de fazer uso dos mais variados tipos de fármacos prescritos.

Já tem algum tempo que notei a dificuldade de muitos pacientes com relação à tomada de medicamentos. Assim, pensando em trazer a solução para as mais variadas dúvidas, resolvi criar esse artigo informativo.

Se você possui dúvidas na hora de tomar remédios, depois de conferir o artigo de hoje certamente não terá mais problemas e dificuldades dessa natureza. Vamos aprender juntos?

As principais dúvidas na hora de tomar remédio 

Confira agora quais são os principais questionamentos na hora de tomar medicamentos e qual é a solução para cada dúvida.

Medicamentos devem ser ingeridos em jejum ou acompanhados de refeições? 

A resposta para esse questionamento está descrita na bula.

Alguns medicamentos precisam de estômago vazio, ou seja, jejum para funcionarem, enquanto outros podem irritar a mucosa intestinal quando ingeridos sem alimentos.

Assim, siga sempre a orientação do seu médico.

Posso cortar o comprimido ou drágeas ao meio? 

O indicado aqui é não cortar comprimidos nem drágeas ao meio.

A explicação para isso é um tanto quanto óbvia. É praticamente impossível que as duas metades fiquem iguais.

Essa prática só deve ser colocada em prática para comprimidos que possuem um sulco de divisão no meio e quando houver ordem médica para isso. Fora dessas situações evite cortar o remédio ao meio, combinado?

As cápsulas podem ser abertas? 

Aqui temos uma dúvida muito comum e um tipo de ação que muitas vezes é colocada em prática.

No entanto, a ordem aqui é clara: Nunca abra uma cápsula!

É a cápsula que vai evitar que o princípio ativo do medicamento seja atacado pelo suco gástrico e garantir a absorção no intestino, fazendo com que o fármaco cumpra sua ação no organismo.

Se você possui dificuldades de ingerir cápsulas, avise seu médico. Existem hoje diferentes apresentações de princípios ativos que podem ser utilizadas para garantir o sucesso de um tratamento.

Com que líquido devo tomar o remédio? 

Aqui a orientação é bastante simples: Sempre deve-se optar por ingerir medicamentos com água e a explicação para isso é bastante óbvia.

Existem medicamentos que são sensíveis à acidez de sucos, como laranja ou então à alcalinidade de bebidas como leite, por exemplo.

Bebidas que não sejam água podem diminuir a eficácia do medicamento e assim comprometer a eficácia do tratamento.

Posso engolir o comprimido a seco? 

Embora muitas pessoas tenham facilidade de engolir cápsulas, comprimidos ou drágeas, essa não é uma prática indicada.

Digo isso, pois existe o risco do remédio grudar no esôfago e causar uma irritação na mucosa.

Assim, prefira engolir na companhia do bom e velho copo d’água.

Álcool corta ou potencializa o efeito dos medicamentos? 

Consumir álcool enquanto se faz qualquer tipo de tratamento medicamentoso é algo contraindicado por conta de dois pontos importantes.

O primeiro ponto é que a combinação de álcool com fármacos pode causar uma sobrecarga ao fígado.

O segundo ponto envolve a ação do medicamento, pois existem fármacos que têm seus efeitos potencializados ou inibidos na presença de álcool.

A regra aqui é clara: se estiver passando por um tratamento medicamentoso não beba.

É preciso seguir horários para tomar remédio? 

O ideal é sempre respeitar o período prescrito pelo seu médico de confiança!

Caso se esqueça, tome o remédio assim que lembrar e caso tenham passadas algumas horas, comece a contar o intervalo proposto pelo médico a partir dessa tomada.

Não seguir os horários recomendados é algo perigoso, pois pode diminuir o efeito da medicação ou até mesmo causar resistência dos micro-organismos causadores da doença, como é comum acontecer com bactérias e antibióticos que são ministrados de maneira inadequada.

E concluindo 

Se você tinha dúvidas que envolviam a tomada de remédios, certamente elas foram respondidas.

Embora pareçam questionamentos banais, essas dúvidas ainda embananam a cabeça de muita gente, mas acredito que a partir de agora vai ficar muito mais fácil para você tomar os seus remédios.

Se você ainda tem qualquer tipo de cisma sobre o assunto, deixe um comentário que terei grande prazer em respondê-lo.

E aproveitando que esse é um tema muito comum, que tal me ajudar a espalhar esse artigo?

Para isso, é só compartilhar em suas redes sociais. Dessa forma, disseminamos informação de qualidade e de grande utilidade para as pessoas!

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *

I accept the Privacy Policy * for Click to select the duration you give consent until.