Doenças respiratórias do inverno

Todo ano a história se repete. O inverno chega, as temperaturas caem e as doenças respiratórias começam a acometer uma grande quantidade de pessoa, sendo os idosos, as crianças e os adultos com o sistema imunológico os mais afetados por esses diferentes problemas de saúde.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco sobre essas doenças, mostrar quais são as principais, seus sintomas, e para qual profissional você deve pedir ajuda quando esses problemas de cunho respiratório surgirem.

Se interessou? Então continue a leitura do conteúdo a seguir.

Principais doenças respiratórias do inverno

O inverno começa no dia 21 de junho e se estende até o dia 23 de setembro e traz com eles temperaturas baixas em regiões como sul e sudeste, e um clima mais ameno no norte, nordeste e centro-oeste. Essa variação climática acaba por expor muita gente às doenças respiratórias.

Existem diferentes problemas respiratórios, entretanto, uns se sobressaem mais do que os outros. Foi pensando nisso, que fiz a seguinte lista com os principais:

  • Sinusite;
  • Amidalite;
  • Resfriado;
  • Gripe;
  • Alergias;
  • Pneumonia.

Vou falar um pouco sobre cada uma dessas doenças respiratórias.

Sinusite

A sinusite é uma inflamação da mucosa dos chamados seios da face, região do nosso crânio, formada por buracos ósseos ao redor dos olhos, nariz e maçãs do rosto. Essa doença ocorre por fatores que atrapalhem a drenagem adequada de secreção dos seios da face, muitas vezes é causada por bactérias ou por vírus, sendo um sintoma secundário de gripes, por exemplo.

Os principais sintomas da sinusite são:

  • Dor de cabeça ou na face;
  • Obstrução nasal;
  • Dores na mandíbula ou no céu da boca;
  • Mau hálito;
  • Fadiga e irritabilidade.

Amidalite

A amidalite é a inflamação das amídalas. Estruturas presentes em nossa garganta e possuem função de defender o nosso organismo de agentes invasores. Trata-se de uma das doenças respiratórias mais comuns em crianças e pode ser causada por vírus ou bactérias.

Os sinais clássicos desse problema de saúde são:

  • Inchaço das amídalas;
  • Presença de pontos esbranquiçados nas amídalas;
  • Garganta avermelhada;
  • Presença de saburra esbranquiçada sobre a língua.

Resfriado

O resfriado é uma infecção viral simples e sem grandes complicações que acomete o trato respiratório superior, ou seja, o nariz e a garanta. Essa é uma das doenças respiratórias do inverno mais comuns que existem.

Quem é acometido por esse problema de saúde tende a apresentar:

  • Congestão nasal;
  • Corrimento nasal transparente;
  • Irritação na garganta;
  • Espirros frequentes.

Gripe

A gripe é uma doença comum, mas que pode ter complicações de saúde muito severas, principalmente em pessoas que estejam com o sistema imunológico debilitado. De todas as doenças respiratórios do inverno, ela é a mais famosa.

Causada por vírus do tipo influenza, ela é capaz de deixar uma pessoa fora de combate por alguns dias.

Os principais sinais da gripe são:

  • Dor muscular;
  • Fadiga e fraqueza;
  • Congestão nasal;
  • Febre acima dos 38°C;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse persistente;
  • Dor de garganta;
  • Calafrios;
  • Sudorese.

Pneumonia

Dentre as doenças respiratórias do inverno, a pneumonia é sem dúvidas a mais temida pelos profissionais da saúde.

A pneumonia é uma doença infecciosa que acomete os pulmões, podendo acometer a região dos alvéolos, local onde ocorre a troca gasosa. De modo comum, esse problema de saúde é causado por vírus, fungos, reações alérgicas e principalmente bactérias.

Uma pessoa acometida por pneumonia precisa de repouso absoluto para que o organismo possa se recuperar. Seus principais sintomas são:

  • Febre acima dos 38ºC;
  • Tosse constante;
  • Dificuldades para respirar;
  • Tontura;
  • Fraqueza;
  • Náuseas;
  • Prostração;
  • Dor no peito ou na caixa torácica;
  • Sudorese noturna.

Alergias

Além das baixas temperaturas, o inverno costuma diminuir a quantidade de chuva. Por isso, com um clima mais seco, alergias respiratórias se tornam muito comuns durante essa estação climática.

As alergias podem acometer as vias aéreas superiores, como nariz e garganta, mas também podem atingir pulmões faringe.

Os sinais clássicos das alergias são:

  • Tosse seca e constante;
  • Irritação na garganta;
  • Espirros frequentes;
  • Coriza;
  • Olhos marejados;
  • Garganta seca.

Clínico geral para o tratamento de doenças respiratórias

Sempre que algum problema de saúde surge, é comum que pessoas busquem um médico. Mas qual médico buscar? A resposta é simples: O clínico geral.

Diferente de outras especialidades médicas, o clínico geral, como a nomenclatura sugere, olha para seu paciente como um todo, diferente de um cardiologista que só se atenta a problemas do coração, por exemplo.

É muito comum, principalmente em bairros periféricos e cidades do interior que quando alguém da família adoece, a procura seja pelo clínico geral, uma vez que esse profissional já possui conhecimento do histórico do paciente.

Além disso, o tratamento do clínico geral é mais humanizado, deixando o paciente confortável e menos preocupado com relação ao seu problema de saúde.

Ficar doente muitas vezes é algo que não se escolhe, entretanto, quando isso ocorrer, busque o clínico geral, ele é o profissional da saúde mais capacitado para te ajudar. Se você busca um atendimento médico mais humano e atencioso, basta entrar em contato comigo acessando esse link.

 

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *