Alimentos para turbinar saúde cerebral – Parte II

Depois da nossa primeira parte sobre alimentos capazes de turbinar a saúde cerebral, volto hoje para finalizar esse artigo que foi dividido em duas partes, para que esse importante tema pudesse ser abordado da maneira mais completa possível, afinal, nada como agir de maneira empática e humana, quando o assunto é saúde e medicina.

Dito isso, te convido a conhecer mais alguns alimentos benéficos ao cérebro e saber quem buscar para melhorar sua saúde cognitiva. Te desejo uma excelente leitura.

Mais alimentos para turbinar sua saúde cerebral

Além de todos os alimentos que citei no nosso primeiro artigo, continuo com mais alguns alimentos importantes para nossa saúde cerebral.

Ovos

Os ovos, particularmente as gemas, são ótimas fontes de uma substância que recebe o nome de colina. A colina é um precursor de um poderoso neurotransmissor, chamado acetilcolina, que está diretamente relacionada à memória. A ingestão frequente de ovos, é capaz de promover avanços cognitivos e claro, manter a saúde cerebral.

Chocolate amargo

O chocolate amargo possui catequinas, cafeína e compostos antioxidantes capazes de promover aumento de foco e concentração. Além disso, esse alimento, estimula a produção de endorfina, uma substância relacionada ao bem-estar, capaz de trazer melhoras ao humor. A dose recomendada diária de chocolate amargo é de até dois quadradinhos por dia. Lembrando que para que o chocolate seja considerado amargo, ele precisa ter um teor de 70% ou mais de cacau em sua composição.

Chás verde, branco e preto

Os chás do tipo verde, branco e preto são na verdade feitos com a mesma planta. O que muda apenas são seus momentos de maturação. Por conta disso, esses três tipos de bebida, possuem basicamente as mesmas composições, sendo ricas em catequinas e cafeínas que estimulam o funcionamento cognitivo e promovem mais saúde cerebral. Ingerir cerca de 1 caneca desses chás ao dia é uma ótima forma proporcionar um envelhecimento saudável ao cérebro.

Beterraba

A beterraba é um alimento muito curioso e são poucos aqueles que conseguem enxergar uma relação entre ela e saúde cerebral. Pois bem, esse alimento em específico é rico em nitratos naturais que potencializam o fluxo sanguíneo como um todo. Com maior disposição de sangue, o cérebro recebe maiores quantidades de oxigênio e nutrientes, o que colabora para um funcionamento ainda mais pleno e amplo.

Romã

A Romã é uma fruta sazonal rica em vitaminas do complexo B, vitamina K, ferro e magnésio, além de ser uma ótima fonte de antocianinas. Por conta de toda essa rica composição, a romã é considerada uma das principais frutas voltadas a manutenção ou então recuperação da saúde cerebral como um todo.

Sálvia

Pesquisas recentes envolvendo estudantes, demonstraram que consumir extrato de óleo de Sálvia é capaz de melhor desempenhos cognitivos. Esse efeito ocorre por conta da sálvia impedir a degradação da acetilcolina e comisso manter os níveis de memória e cognição em ótimo estado de funcionamento. Por isso, adicionar sálvia como acompanhamentos em refeições é uma ótima e saborosa maneira de manter o cérebro saudável.

Clínico geral e a saúde cognitiva

Embora muitos possam considerar uma consulta com um psiquiatra ou neurologista para avaliação da saúde cerebral como um todo, na verdade sua primeira escolha deve ser o clínico geral. Digo isso levando em consideração situações como economia e conhecimento do paciente como um todo.

Um clínico geral, normalmente possui maior conhecimento do histórico do paciente, uma vez que o atende regularmente há muito tempo, dessa maneira, a consulta ocorre de forma mais humanizada e completa, com o paciente mais leve e solto, contando detalhadamente quais são seus problemas e aflições.

Depois disso, o clínico geral, por ter acesso completo ao histórico desse paciente, solicitará apenas exames que julgar necessário para um diagnóstico de qualquer problema de saúde, o que causa economia aos bolsos do paciente.

Exames de sangue laboratoriais, além de testes de imagens simples e acessíveis são ótimas formas de se avaliar a saúde cerebral de um paciente. Não se fazendo necessário gastar grandes quantias de dinheiro em consultas ou então exames sem necessidade.

Caso você ainda possua qualquer tipo de dúvida sobre alimentação e saúde cerebral, basta deixar um comentário nesse post que terei grande prazer em responde-lo.

Add your comment or reply. Your email address will not be published. Required fields are marked *